Um blogger comprometido com a Palavra de Deus simples como Ela É, e assim, dessa forma ela é Revelada aos simples. Quem complica para pregar a Palavra quer aparecer mais que Ela, quando a Palavra de Deus, Jesus Cristo e sua ordem de pregar o Evangelho devem ser as únicas coisas importantes para seus servos.

João 3:30

É necessário que ele cresça e que eu diminua.

Páginas

sexta-feira, 28 de janeiro de 2011

O poder da fidelidade


(II Timóteo 2:13) - Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo.

Chega um dia em que todo ser humano, por mais correto que seja, peca, então o pecado se não se arrepende o homem, o separa de Deus, mas se ele se afasta de Deus a culpa é somente sua, pois assim diz a Palavra do Senhor: (Lamentações 3:39) - De que se queixa, pois, o homem vivente? Queixe-se cada um dos seus pecados. Ou seja, o homem reclama que Deus não está com ele, não o ajuda, mas esquece de que quando reclama é de suas próprias falhas que o separaram de Deus.
Existe algo chamado fidelidade. Essa palavra significa ser fiel a sua origem, ser igual, ou ser semelhante a uma referência. A língua portuguesa define que quando dois sujeitos estão em fidelidade surge à plenitude da fidelidade e dessa convivência baseada na fidelidade nasce à confiança.
Pequenas coisas do dia a dia às vezes fazem com que perdemos a nossa fidelidade para com Deus. Muitas vezes problemas tão simples, fazem a pessoa se revoltar, ficar nervoso, tem gente que se uma lâmpada queima em sua casa parece que é o fim do mundo. Se perdemos nossa fidelidade para com Deus perdemos nosso referencial, nosso comparativo de amor, bondade e sabedoria, porque Deus é tudo isso e muito mais, misericordioso, compassivo, Ele é Soberano em tudo.
Eu pesquisei sobre a palavra confiança e descobri uma coisa muito interessante, o significado da palavra confiança. Confiança ( do latim cum, “com” e fides, “fé”. ), ou seja, confiança quer dizer: com fé. Se a nossa convivência em fidelidade para com Deus faz surgir à confiança, isso quer dizer que confiamos em Deus e Nele temos fé. Quando vivemos uma vida de confiança no Senhor pode faltar tudo, saúde, dinheiro, só não pode faltar a fé, pois essa é movedora da mão de Deus para, curar, prosperar e agir a favor do homem.
Viva hoje uma vida de fidelidade, siga os exemplos de amor do nosso maior referencial de ser humano que já existiu, Jesus. Através da nossa infidelidade quando pecamos negamos nosso próprio eu, nossa existência que tem como referencial Deus, Jesus, mas Deus nem Jesus podem deixar de ser fiel a nós, se formos infiéis Ele permanece Fiel, e a Palavra do Senhor diz que Ele é Fiel e Justo para perdoar todos os nossos pecados. 
Se hoje você está em uma condição de infidelidade, e não acredita que Deus quer agir em seu favor faça prova disso, peça perdão a Deus e reestabeleça uma vida de confiança no nosso Salvador e tenha fé, pois aquele que venceu a morte para nos salvar trará com Ele todas as bênçãos.
Seja abençoado em nome de Jesus, receba sua vitória.

A Ele seja dada a Glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.

Deus abençoe a ti e aos teus!

Pipa
Apenas um Servo

sábado, 22 de janeiro de 2011

Síndrome de Estocolmo

                                                                       Síndrome de Estocolmo

(Mateus 20:28) - Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.

A Síndrome de Estocolmo é conhecida pela reação das vítimas em tentar manter algum grau de afetividade com o sequestrador como mecanismo de defesa. Geralmente até quando acaba o sequestro muitas das vítimas ainda reagem de forma a manter em seu pensamento que o sequestrador não foi um monstro, agiu por seus motivos e não o considera culpado. Isso geralmente acontece, pois os sequestrados passam por uma situação de estresse muito grande, e a partir daí desenvolve esse tipo de comportamento.
Um dia, quando o homem caiu de seu lugar de inocência no Jardim do Éden, o homem passou a ser oprimido e cativo pelo inimigo de suas almas. O homem não deixou de ser criatura, ou filho de Deus, no entanto perdeu o que demais tinha de importante em sua vida, uma comunhão não só espiritual como de face a face com o criador.
O homem passou a ser então, enquanto não realizava sacrifícios por expiação de seus pecados, cativo pelo diabo. Quem está cativo está em um cativeiro, lugar onde os sequestradores mantém as suas vítimas. O problema é que muitos hoje em dia continuam nessa condição de sequestrado, até mesmo vivendo em uma síndrome de Estocolmo achando que enquanto não fizerem nada para prejudicar o diabo suas vidas estarão seguras, engano.
Um dia Deus viu a situação de sequestrado do homem e resolveu que pela vida de todos os seres humanos, sem distinção de cor, classe social, iria pagar um preço, um resgate pela vida de todos:
(Mateus 20:28) - Bem como o Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir, e para dar a sua vida em resgate de muitos.
O preço foi esse, a vida de Jesus Cristo aqui na terra e a sua condenação em morte de cruz. O derramamento do sangue de Jesus, que pagou um alto preço pelas nossas vidas, foi o preço do resgate de nossas almas. Graças a Deus Ele ressuscitou e Vive.
Quem não aceitou a Jesus como seu único e legítimo Salvador, quem não obedece a Palavra de Deus, não permite que Deus pague o seu resgate, vive de maneira amigável com seu sequestrador e corre um grande risco de um dia ser condenado junto com o criminoso.
            Viver sem Jesus é ter uma vida sem liberdade, pois o sacrifício de Jesus na cruz nos libertou para sempre das garras do inimigo de nossas almas, do maior sequestro que já existiu.

A Ele seja dada a Glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.

Deus abençoe a ti e aos teus!

Pipa
Apenas um Servo