Um blogger comprometido com a Palavra de Deus simples como Ela É, e assim, dessa forma ela é Revelada aos simples. Quem complica para pregar a Palavra quer aparecer mais que Ela, quando a Palavra de Deus, Jesus Cristo e sua ordem de pregar o Evangelho devem ser as únicas coisas importantes para seus servos.

João 3:30

É necessário que ele cresça e que eu diminua.

Páginas

quinta-feira, 13 de maio de 2010

A beira do caminho


(Marcos 10:46 - 47) - Depois, foram para Jericó. E, saindo ele de Jericó com seus discípulos e uma grande multidão, Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto do caminho, mendigando.
E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar, e a dizer: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim.

Aprendi com o tempo, como bom professor que ele é que quando passamos por uma situação de dificuldade sempre devemos agradecer a Deus, pois existem pessoas em situações piores que a nossa. Não que devemos nos contentar e não pedir o livramento, mas devemos também orar e pedir a Deus pelo nosso próximo que se encontra em maior dificuldade.
A história de Bartimeu me lembra isso. Bartimeu era um homem cego e mendigo, sua vida se passava junto ao caminho, ele estava a beira do caminho, a margem da sociedade, e quando soube que Jesus a quem certamente conhecia, estava passando por ali gritou em alta voz: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim.”
Bartimeu conhecia até mesmo a ascendência de Jesus, pois ele disse: “filho de Davi.”. Mesmo assim as pessoas não se importaram com ele, não quiseram o ajudar, afinal quem se importa com um mendigo? Todos deviam estar cada um preocupado consigo mesmo.
Hoje não é diferente daquela época. Assim como pessoas tentaram impedir que Bartimeu alcançasse a Jesus muitos hoje tem feito com que muitos não alcancem a Jesus, seja através de discriminações ou de julgamentos precipitados ou de pensamentos de homens que em suas mentes tem um padrão de pessoas que podem chegar até Jesus, limitando, apenas em suas mentes é claro, o poder transformador da Palavra de Deus.
Fico triste quando pessoas comentam meus artigos e dizem: porque deixar de viver nossas vidas como queremos em troca de quem nunca se mostrou para nós? Ah! Pobres cegos. Esses decidem viver a vida inteira a beira do caminho, a margem da Salvação. Graças a Deus temos exemplos de persistência como o de Bartimeu. Ele não deu ouvidos aos que tentaram lhe censurar, lhe censurar porque era apenas um cego ou porque era pobre e estava à margem da sociedade. Ele era cego, mas não espiritualmente, pobre, mas não de espírito. Jesus resolveu atender seu clamor dizendo:
(Marcos 10:51 - 52) - E Jesus, falando, disse-lhe: Que queres que te faça? E o cego lhe disse: Mestre, que eu tenha vista.
E Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E logo viu, e seguiu a Jesus pelo caminho.
Bartimeu com a sua fé não só foi curado como salvo: E Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E logo viu, e seguiu a Jesus pelo caminho.”
Curado, salvo e seguindo a Jesus, assim continuou sua vida. Um homem que decidiu crer contra tudo e contra todos, um homem que decidiu acreditar em Jesus mesmo que sem vê – lo, ele nunca disse: “Só vou crer depois que o ver.”. Com esse pensamento como existiria a fé, se fé é crer antes de algo acontecer?
Aprendi muito com a história de Bartimeu, aprendi muito com o tempo. Quem é você? Alguém que quer passar à vida inteira a beira do caminho ou decidiu crer mesmo que a Glória de Deus ainda não se manifestou para você?
Eu sou aquele que aprendeu que o pior cego é aquele que não quer enchergar.

A Ele seja dada a Glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.

Deus abençoe a ti e aos teus!

Pipa
Apenas um servo

2 comentários:

  1. Muito bom! Texto bom para podermos agradecer a Deus tudo que temos e não ficar reclamando da vida!

    visite o blog do meu pai talvez irá gostar:

    http://blogdoteogarrocho.blogspot.com/

    abraços amigo e fique com Deus!

    ResponderExcluir
  2. Amém. Precisamos a cada dia valorizar o que Deus tem nos dado com sua misericórdia. Paz.

    ResponderExcluir