Um blogger comprometido com a Palavra de Deus simples como Ela É, e assim, dessa forma ela é Revelada aos simples. Quem complica para pregar a Palavra quer aparecer mais que Ela, quando a Palavra de Deus, Jesus Cristo e sua ordem de pregar o Evangelho devem ser as únicas coisas importantes para seus servos.

João 3:30

É necessário que ele cresça e que eu diminua.

Páginas

sábado, 6 de fevereiro de 2010

Olhos Espirituais


(Números 13:23) - Depois foram até ao vale de Escol, e dali cortaram um ramo de vide com um cacho de uvas, o qual trouxeram dois homens, sobre uma vara; como também das romãs e dos figos.
(Números 13:30) - Então Calebe fez calar o povo perante Moisés, e disse: Certamente subiremos e a possuiremos em herança; porque seguramente prevaleceremos contra ela.
(Números 13:33) - Também vimos ali gigantes, filhos de Enaque, descendentes dos gigantes; e éramos aos nossos olhos como gafanhotos, e assim também éramos aos seus olhos.
O texto relata a ocasião em que Moisés é ordenado por Deus para selecionar homens para serem espias a terra para qual Deus os daria em possessão. O texto relata que a terra que o povo iria possuir era maravilhosa, como diz: “e dali cortaram um ramo de vide com um cacho de uvas, o qual trouxeram dois homens, sobre uma vara”. Imaginem dois homens para carregarem um cacho de uvas, porém a terra precisava de batalhas para ser conquistada.
Mesmo com todas as maravilhas de Deus que a terra apresentava, muitos desses espias, relataram de uma forma ruim o que viram ali para Moisés e o povo, que ficou assustado.
A expressão chave desse texto é: olhos espirituais. Vimos no texto bíblico que somente Josué e Calebe observaram a terra com olhos espirituais. Eles não se importaram com gigantes ou com os desafios que teriam que enfrentar, apenas creram o que Deus lhes havia prometido.
Para aqueles homens que não viram a circunstância com olhos espirituais, a única coisa que sentiram foi inferioridade, sentiram – se apenas como gafanhotos, e já se prejulgaram dizendo que não eram gafanhotos somente aos olhos dos gigantes, mas também aos seus próprios olhos. Baixa estima e falta de confiança em Deus, duas coisas muito relevantes para uma derrota.
Certamente aqueles que acreditaram não poderem conquistar a terra prometida, esqueceram das tão grandiosas maravilhas que
Deus havia feito no meio do povo durante todo o tempo em que caminhavam no deserto. Pior que esquecer, foi não perceber de fato, que ainda naquele mesmo dia, havia uma nuvem que os acompanhavam de dia e uma coluna de fogo à noite, tudo, provido por Deus. Vamos contextualizar, vamos trazer para os dias atuais esse texto.
Certamente você já deve ter passado por muitas dificuldades em sua vida, foram elas financeiras, familiares, na área da saúde, sentimental e ou profissional.
Todos passamos por algum desses problemas um dia, a questão é o que fazemos quando saímos desses acontecimentos, o que levamos conosco.
Se levamos mágoas, isso não adianta em nada a não ser em causar doenças, se tristeza gerará somente infelicidade, mas se por outro lado tomamos nossas lembranças como experiência, isso é fantástico.
Onde você está agora? Em casa, no trabalho? No lugar onde estiver talvez possa estar passando por uma situação de desconforto ou tribulação. Mas observe, assim como uma nuvem ou uma coluna de fogo, a benção que Deus tem para você hoje é o fato de você estar respirando. Ao terminar de ler esse texto faça um exercício, passe a ver as belezas e as vantagens que existem ao seu redor. Passe a ver seus problemas familiares como uma etapa a ser vencida para chegar ao lugar em que Deus quer, passe a ver seus colegas de trabalho que lhe trazem dificuldades como um caminho pelo qual você precisa passar para que você possa ser aperfeiçoado.
Jamais reclame de suas aflições ou perca a fé em Deus, pois isso o irrita. Faça como Calebe, creia, ainda que tudo esteja contra, apenas creia em Deus, pois Aquele que abriu o mar vermelho e supriu seu povo no deserto onde não havia alimento na terra, deu a eles sombra, aquecimento e luz a noite, ainda é o mesmo e será sempre.
Ter olhos espirituais é ter comunhão com Deus, conhece – lo, e acima de tudo entender que nenhum obstáculo é intransponível quando se tem um Deus Soberano.
Deixar de acreditar que somos capazes de vitórias quando somos servos de Deus é desacreditar nEle, o que o irrita profundamente, uma vez que quem esta em Deus tudo pode.
Olhe ao seu redor, contemple uma terra que mana leite e mel, abra seus olhos espirituais e veja as maravilhas que você terá acesso após vencer, com Deus, os obstáculos que para você são intransponíveis, mas para Deus nada é impossível.
O fato de você ter olhos espirituais irá determinar se você é um servo de Deus, ou um inseto.

Que essa mensagem vá, e produza o resultado para o qual está sendo mandada.

Deus abençoe a ti e aos teus!

Pipa
Apenas um servo

Nenhum comentário:

Postar um comentário